Skip navigation

Category Archives: paisagem

 

CACHOPO

Tavira – Algarve

 

 

cachopo-tavira-algarve

 

 

Quando a máquina fotográfica nos prega a partida, que fazer?

Comprar os  postais possíveis e recorrer ao São Google

para em sítios, como, por exemplo, este rever aspectos da belíssima

aldeia de Cachopo, recordar paisagens e passeios na serra do Caldeirão.

 

 

 

Anúncios

 

 

Trás-os-Montes

 

 

tras-os-montes1

 

tm21

 

tm3

 

tr4

 

tm5

 

tm6

 

Eu amo Trás-os-Montes naquele silêncio das florestas e das estradas afastadas que aguardam ora a neve, ora o pavor do Verão. Amo-o ainda mais quando vejo a cor da terra e a sombra dos seus castelos em ruínas, quando suspeito o fundo dos rios, os recantos junto dos açudes e a altura das árvores. E perco-me desse mal de paixão, quando, de longe, Trás-os-Montes se assemelha vagamente a uma terra prometida aos seus filhos mais distantes, ou mais expulsos, ou mais ignorados, ou mais mortos apenas. E amam-se aquelas árvores porque vêm do interior da terra, justamente, sem invocar a sua antiguidade ou a sua grandiosidade. Ama-se o frio, até, o esplendor das geadas sobre os lameiros, o sabor da comida que nunca perdeu a intensidade nem a razão. E amam-se os rios, os areais, os poços das hortas, as cancelas de madeira que vão perdendo a cor, e talvez se amem o fogo das lareiras, os ramos mais altos dos freixos e das cerejeiras, os jardins abonecados das suas cidades, o granito das casas, o cheiro das aldeias onde ao fim da tarde se chama paz ao silêncio e se dá nome de chuva à água do céu.

 

Francisco José Viegas, excerto de “Trás-os-Montes – Uma estrada no meio dos bosques”, dedicado a Manuel Hermínio Monteiro,  em “A Escrita dos Sítios”, Expresso, 11 de Novembro de 2000.

 

 

 

 

que seria da primavera

 

 

amendoa

 

nestas terras, sem as amendoeiras?

 

»»»*** tradução nossa de:

 

 

Flor de almendro, flor de un día
flor de delicado aroma.
Flor de almendro flor de un día,
el Duero a tus pies asoma.


[…]


¿que sería de la primavera en estas tierras, sin los almendros?


[…]


Trás-os-montes portugueses,
laderas de aceite y vino,
de almendros y naranjales,
de corazones amigos.


Marqués de los Mojones

 


flutuar-cpfeio-em-psm

.

Cruzeiro ambiental no Douro

 

 

 

 

 

Duas inesquecíveis horas, pelo escarpado do Douro, olhos postos na beleza da geologia do vale, da flora, com o veemente desejo de sermos agraciados com a presença do Grifo, da Cegonha-preta, do Abutre do Egipto, da Águia Real ,da Lontra.

.

Miradouro de São Gregório – Trás-os-Montes

.