Skip navigation

Monthly Archives: Dezembro 2007

PRAIA 

não tem que ser música
é cor pura
quando acontece

espaço
espuma
ar frio
pegada na areia

o amor desembarca
mesmo quando ninguém
espera.

 carlos peres feio – in psm

e AMOR é o que toda a família, a todos, deseja em 2008.

 

 

para o Amigo

 

Carlos Peres Feio as prendas seleccionadas pelas mulheres da família9horas.

O pai sorri, não se intromete; sobre a nossa tentativa de blog resmunga «cada macaco em seu galho», mas nós, que o conhecemos bem, sabemos que está feliz pela nossa comum admiração e respeito pelo Homem das Artes, que é  o «nosso Tenente».

 

b-4.jpgb-3.jpgb-2.jpgb-1.jpg

      

feira-de-valpacos.jpg

  

***fotos dos álbuns da  família: pormenores da  nossa velharia de estimação e automóveis em madeira, de uma feira de artesanato, em Valpaços.  

 

LUA CHEIA


No vagão do leito

de manhã meia,

tudo é sereno.

Parece sol,

é lua cheia.


No rio deslizante

na manhã meia,

o barco é pequeno.

Vê-se o farol

é lua cheia.


Na minha mente,

em manhã meia,

repouso ameno.

O farol é sol

a lua cheia, cheia.


carlos peres feio – in psm

 

 

TENHO 10 MINUTOS

tenho dez minutos
para dizer que te amo
o tempo de ainda ouvir um piano de antigamente
será minha fuga antes das dez
embalado por um som que só a ti me leva
quero que cada momento seja especial
sei que mais tarde quando me leres
vais saber que esta contagem decrescente te pertence
terá dez razões para te interrogares
porque escrevo em carta aberta
mas terás outras tantas
para te convenceres que
por estares longe mais te amo

quando tu estás por perto
não me concentro em ti
sou desviado pelo teu olhar único
tua anca teus cabelos
tuas dores e sorrisos
tuas rugas teus vestidos
tua tristeza

já não tenho dez minutos
mas dez anos para te amar
dizem as frias estatísticas.


carlos peres feio, in psm

 

douro-2006.jpg

TEU FOGO

 

incendio-20051.jpg 

que incêndio vai na tua cabeça!
o crepitar desse fogo
sentem-no alguns

quero ajudar-te na detecção desses perigos
garantir meios para os anulares
não fiques em combustão eterna
com a tua carga térmica de gigante

há que compartimentar com selagens
montar uma barreira corta-fogo
para que entres em lume brando
protegendo as tuas fronteiras
e possas por fim
arder de amor


  

carlos peres feio, in podiamsermais

 

 

*** foto – pormenor – de psm

DESALENTO

desalento-custom.jpg  

 

 

quando me atraso
nas tarefas de todos os dias,
a seguir castigo-me, produzindo mais,
sempre devagar, claro.

pela falta do hábito
de ser velho,
passo o tempo
forçando barras
das que torcia em novo

uma coisa há em que

certamente

serei maior
no desalento

 

 carlos peres feio, podiamsermais 

 

 

***foto – pormenor – em psm

 

FELIZ NATAL

presepio-evora-2005.jpg

pormenor de presépio –  Évora em 2005

 

OS NOSSOS OLHOS

em-bird.jpg

os nossos olhos
não envelhecem
mesmo a visão mais profunda
vê o mundo sempre igual
talvez com filtros de várias cores
mas por detrás dos olhos
temos sempre 17 anos

quando olhamos um espelho
é certo que aparece um desconhecido
mas a imagem que temos de nós
é a da época da esperança
sem plano definido

porém não somos só olhos
e o coração perdeu temperatura
o estômago não aceita fretes
temos ouvidos selectivos
as pernas escolhem as descidas
os ombros já não se encolhem
carregamos os sobrolhos
e o peito aumentou em capacidade
de amar
pela pélvis ainda moram
sensações antigas
e os pés, de chatos que são
contaminam por vezes o todo

no entanto
temos sempre 17 anos


  carlos peres feio, in psm

 

*** foto de chinesa do norte-produções, em BIRD.

 

engano 

               

eu pensava

                                     ter pais vivos toda a vida

que os ídolos não morriam

as cidades não mudavam

os dias eram sempre

longos e agradáveis


 cria inesgotável a paixão

 sempre pretos meus cabelos

 imaginava animais de companhia

 eternos

 não os que com afecto

 vemos partir


 conhecia da vida tudo

 menos o engano


 

 

 

 

 

carlos peres feio, in psm